"No príncipio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no príncipio com Deus. Todas as coisas foram feitas por intermédio dEle, e sem Ele nada do que foi feito se fez".


Caminhos de Flores e Paz

quarta-feira, 4 de março de 2009

Anjo da Guarda, Existe?


- Segundo os praticantes e estudiosos das filosofias esotéricas, estamos vivendo no terceiro milênio que é regido por aquários. São tempos altamente espiritualizados, nos quais vemos o surgimento e a expansão de seitas ou filosofias espiritualistas que propagam aos quatro cantos da terra (revistas, rádio, TV e internet) as suas capacitações espirituais.

O ser humano é fascinado pela dimensão espiritual e o diabo aproveita esta vocação natural para levantar inúmero feiticeiros e bruxas, que amenizam suas práticas intitulando-se de gurus, videntes, etc.

"As mídias poderosamente propagam seus ensinamentos e crenças. Notadamente, é o cumprimento das profecias a respeito do fim dos tempos."

Entre as correntes esotéricas, existe uma especifica voltada para os anjos. Estes feiticeiros e bruxas, recebem orientações dos espíritos malignos mentirosos, também chamados de “espírito de luz”, que os “capacitam” a identificar e fornecer informações sobre os Anjos (anjo da guarda). Tais como: nome, personalidade, gostos e como agem. Com certeza, estes anjos a que se referem são demônios, que tem como finalidade principal enganar e destruir o homem.

E muitos cristãos, no afã de serem diferentes dos praticantes de tais crenças, descartam de forma prematura tudo o que se referem aos anjos. É como se fizesse a seguinte afirmação:

“Anjos existem, mas estão restritos às regiões celestiais!
Não interferem na vida do homem.”

Esta forma taxativa e precipitada, revela na verdade incredulidade na Palavra Divina, pois ela nos afirma que são reais e são citados mais de 200 vezes.

Há vários aspectos na natureza divina que só vamos conhecer claramente quando estivermos na glória. Muitas vezes o homem tem tropeçado por julgar e subestimar o Seu poder e sabedoria excelsa.

- Os anjos, comumente não são aceitos por inúmeras igrejas (doutrinas) como seres capazes de intervir na vida humana; acham que eles estão restritos apenas às regiões celestiais e impossibilitados de serem usados nos propósitos divinos na terra. Os que pensam assim, certamente, menosprezam a Palavra do Senhor e como donos da verdade, querem impor suas próprias idéias; ou ainda, elevar acima da palavra sagrada os preceitos doutrinários criados por homens.

- Os anjos são entre os homens Ministradores do Senhor, instrumentos usado para manifestar em algumas oportunidade o Seu livramento e glória. Na Bíblia, existem mais de 250 referencias sobre eles; entre estas duas centenas de citações, transcrevo algumas para mostrar esta realidade:

* Eles foram criados por Deus nos dias eternos (Cl 1.16), com a finalidade de serem Seus assistentes, mensageiros e ministradores entre os homens (At 12.7; Dn 6.22; Hb 1.14; Sl 91.11; Ex 14.19 etc.).

* Estes seres celestiais são representados na figura humana alada, mas, na verdade a Bíblia não nos dá muitos detalhes quanto à sua aparência. Em alguns relatos, vemos que eles se apresentaram como homens comuns, conseguido confundir as pessoas que foram contatadas. (Gn 16.7-14; 19.1-5; Jo 20.11-13).

* Há também citações nas quais se apresentam revestidos de majestade e glória (Dn 10.5,6; Lc 24.4).

* Os Anjos são desprovidos de sexo.

* Estão continuamente em contato com o Criador e são capazes de reconhecer a glória, e prestar-Lhe adoração (Fp 2.9-11; Hb 1.6). Entre os homens são mensageiros e ministradores da vontade de Deus, abordando-os e manifestando a vontade soberana do Senhor. (1Rs 19.5; At 12.7; Dn 10.11; Mt 2.13,20; Lc 1.19; At 5.19,20; Ap 1.1).

* Em nossos dias continuam agindo e muitos têm testemunhado o livramento que foi concedido por meio deles.

* Eles não agem por vontade própria, e não devem receber nenhum tipo de oração ou honra de lábios humanos. Estão sujeitos às ordens do Senhor e vivem em obediência total aos Seus desígnios (Mt 6.10; Sl 103.20).

* Nos céus, entoam louvores eternamente ao todo poderoso (Sl 148.2; Is 6.3; Lc 2.13,14; Ap 5.11,12; 7.11,12). E por serem íntimos do Senhor, conhece com profundidade a Sua obra de restauração, sofrimento e humilhação passada por Jesus em nosso favor. Alegram-se com a restauração do homem de forma intensa, impossível de ser relatada (Lc 15.7,10).

* São criaturas santas, mas, adorá-los ou ainda, prestar-lhe qualquer forma de culto, veneração ou honra e proibida (Cl 2.18; Ap 19.10). Com certeza existe entre eles, hierarquia como em um exercito, estão classificados em diferentes ordens (Is 6.2; 1Ts 4.16; 1Pe 3.22; Ap 12.7).

* São dotados de qualidade, tais como: mansidão, sabedoria, poder, santidade. (2Pe 2.11; Jd 9; 2Sm 14.20; Sl 103.20; Mt 25.31). São milhares e milhares, os números de anjos existentes, são incontáveis! (Jó 25.3; Hb 12.22).

- Para muitos que professam a fé cristã, ANJO DA GUARDA é ficção! Coisa de esotéricos. E não aceitam a existência destes seres escolhidos especialmente para ministrar a cada vida em separado.

Mas, como negar um fato!

A Bíblia Sagrada atesta esta realidade em muitos textos claríssimos (Ex 23,20; Dn 6.22; 10.13-20; Sl 34.7; 91.11,12; Mt 18.10). Estão prontos a guardarem o homem e também a igreja.

"É preciso que a Bíblia seja aceita na sua totalidade pelos seguidores do Senhor, sem reservas ou explicações mirabolantes. Os relatos de contatos com os anjos são muitos e estes foram abençoados (Gn 32.1; Nm 22.31; Jz 2.1; 6.11; 13.3,13; Zc 1.9; 2.3; Mt 1.20; 2.13; 28.2; Lc 1.11,28; 2.9; Jo 20.12; At 8.26; 10.3)"

Os anjos são reais! São seres espirituais criados em tempos eternos com finalidades definidas e que estão ao derredor dos escolhidos do Senhor, livrando-os e conduzindo-os no dia-a-dia.

Não devem ser adorados, cultuados. Em relação a eles cabe a nós a certeza do grande amor de Deus, que de todas as formas procura amparar os seus filhos e propiciar-lhes uma vida de vitórias.



Nenhum comentário: